segunda-feira, 30 de março de 2015

ENTREGA DE PRÉMIOS POESIA NA CORDA 2015

Na passada sexta-feira decorreu a Entrega dos Prémios Poesia na Corda 2015, evento que encerra a Poesia à Mesa.

A Biblioteca agradeceu aos Ecos Urbanos pela parceria, à Dra. Cristina Marques pela sua participação como júri e ao Leo e João, alunos da Escola Secundária Oliveira Júnior pela oferta da sua performance musical.  






PREMIADOS


POEMAS PEQUENINOS


TEMA: OUTROS

Nome: Diana Santos (EB1 Carquejido, Professora Helena Freire)
Título: O zoo maluco

TEMA: AMOR 

Nome: Afonso Moura Martins dos Santos Ferreira  (EB1 Carquejido, Professora Salomé)
Título: Tristeza

TEMA: AMBIENTE 

Nome: Afonso Paulo Pinho Loureiro (EB1 Carquejido, Professora Elsa)
Título: A Borboleta



JOVENS

TEMA: AMOR

Nome: Rafaela Filipa Nogueira Conceição (Escola Secundária Dr. Serafim Leite)
Título: O amor


TEMA: AMBIENTE

Nome: Diana Santos (Escola Secundária Dr. Serafim Leite)
Título: Lá

TEMA: OUTROS

Nome: Tiago dos Santos Gomes (Escola Secundária Oliveira Júnior)
Título: Utopia do desconhecido



ADULTOS

TEMA: AMOR

Nome: Dina Silvério
Título: Murmúrios


TEMA: AMBIENTE

Nome: Lizete Gomes
Título: Na praia


TEMA: OUTROS

Nome: Dorinda Dias de Oliveira
Título: Prenúncio de Primavera


Nome: Ana Margarida Gomes Borges
Título: Poesia



ENTREGA DOS PRÉMIOS POESIA NA CORDA



ENTREGA DE PRÉMIOS “POESIA NA CORDA 2015”


[TOTAL: 199 POEMAS A CONCURSO]

POEMAS PEQUENINOS


TEMA: OUTROS

Nome: Diana Santos (EB1 Carquejido, Professora Helena Freire)
Título: O zoo maluco



No zoo maluco onde tudo é diferente
vi um sapo a namorar com uma pequena serpente,
um porco a conduzir sem carta de condução
a banheira da Ana e do João.


Vi um elefante a voar em cima do João Ratão
que estava a jantar com a Dona Carochinha
que andava de patins em linha.



TEMA: AMOR 

Nome: Afonso Moura Martins dos Santos Ferreira  (EB1 Carquejido, Professora Salomé)
Título: Tristeza


A tristeza   é perder amigos
                        é não ter a tua amizade
                        é não brincar
                        é magoar alguém com maldade

Eu não sou triste.
Tenho amigos.
Adoro brincar
Sou maroto
Fujo nos meus pensamentos.
Quando ouço a professora ralhar.

Fujo no olhar
escondo-me nas ideias.
Sonho acordado.
E escrevo palavras cheias.





TEMA: AMBIENTE 

Nome: Afonso Paulo Pinho Loureiro (EB1 Carquejido, Professora Elsa)
Título: A Borboleta



Estava a chorar
Uma borboleta
Não era feliz
Porque era branca e preta.

Chegou a menina
E viu-a a chorar
Com a sua magia
Alegria lhe voltou a dar.

Ficou com  7 cores
Um arco-íris parecia
Num mundo de flores
do sonho à fantasia.






TEMA: INDÚSTRIA E COMUNIDADE

Nome: Fabiana Alves  (EB1 Fundo de Vila, Professora Isabel Pinho)
Título: Oliva




Torneiras, fogões e Máquinas
A Oliva fez habilidade
Empregando muita gente
E desenvolvendo a cidade





JOVENS

TEMA: AMOR

Nome: Rafaela Filipa Nogueira Conceição (Escola Secundária Dr. Serafim Leite)
Título: O amor


O Amor?!...
É algo que o nosso olho não consegue ver,
Mas que o coração escolhe sem pudor
E, por vezes, nos faz sofrer.

Quando estou contigo sinto fogo no peito
Ardendo de desilusão.
Antes de amar é preciso respeito,
confiança e dedicação.

Do namoro ao altar
Todos querem ir,
Mas avançam sem pensar…
E deixam o coração partir!

Afinal, sobre o que é que escrevi?...
Digo-te apenas o que é, verdadeiramente, o Amor
É muito mais do que está aqui…
É Ele, o misterioso, o inexplicável, o poderoso Senhor!





TEMA: AMBIENTE

Nome: Diana Santos (Escola Secundária Dr. Serafim Leite)
Título: Lá




Rasgando a Paisagem,
O barco ruma em direção ao horizonte.

Lá, onde o sumo da laranja pode ser mais doce,
e as árvores podem ser mais verdes, onde
tudo pode fazer brilhar aquilo
que hoje sou!






TEMA: OUTROS

Nome: Tiago dos Santos Gomes (Escola Secundária Oliveira Júnior)
Título: Utopia do desconhecido



Eu não temo o desconhecido, porque não o conheço. Simples. Aqueles que correm
atrás de um futuro acabam por se perder no passado, deixando no lugar deles um triste vácuo.
Este germina e cria uma delicada memória. Desconhecida. Imortal enquanto viva. Imortal no
próprio esquecimento. Um puro rasto de fumo que se esvai pelo tempo, passando para além.

            Não fujam do mundo. O mundo já foge de nós. Miseráveis corpos sem vida que se
arrastam pelo tempo, até se tornarem reis do seu próprio casulo. (Aparentes) dominantes de si
próprios.
               

                Vocês não percebem pois não?

                O mundo já não nos quer! Esconde-se, traído pela sua própria criação. As nossas almas feitas (de)mentes, nada mais são do que uma imensidão de esquecidos pedaços criados pelo mundo. Que já não nos conhece.

                E é por isso que não nos teme.


ADULTOS

TEMA: AMOR

Nome: Dina Silvério
Título: Murmúrios

Percorri o mundo,
Com pressa de chegar,
Mas na partida, esqueci de levar
O retrato da vida, contigo a sonhar.
Ficou guardado, escondido
Na memória que o tempo apagou
E que o segredo do vento levou.
Percorri o mundo,
Com pressa de chegar.
Não encontrei o caminho
Nem o rosto por quem chorar.
Fui louca por pensar
Que no mundo te iria ver
E no desespero de te ter,
Fui louca outra vez.
Na cegueira dos meus pés,
Percorri o mundo de lés-a-lés.
E sem escutar a razão,
Dei força ao coração
E procurei-te nas marés.
Nesse mundo sem destino,
Parti com pressa de chegar,
Mas este fado malfadado
De mim não quis saber.
Fiquei à deriva, desamparada,
Perdida neste viver.
Pelo mundo deixei de correr,
Sem vontade de lutar;
Agarrei nas mãos este sofrer
E abandonei o meu sonhar!





TEMA: AMBIENTE

Nome: Lizete Gomes
Título: Na praia


Na praia quero sentir
Liberdade e sonhar!
Estendo a minha toalha
Mesmo pertinho do mar

E fico a admirar
Deitada de perna ao léu
A cor escura do mar
Bem mais escura que a do céu

A ouvir o bramir das ondas
No seu constante vaivém
A desfrutar do sossego
Que esta praia ainda tem

Como gaivota que voa
Libertei meu pensamento
Para que, livre, ele possa
Voar ao sabor do vento

Escrevi meu nome na areia
E fiquei, sereno olhar,
A imaginar-me sereia
Nas brumas do alto mar

Veio um onda bravia
À praia semi-deserta
A esta hora do dia
E do sonho me desperta

Varreu meu nome da areia
E em lânguida calmaria
Levou consigo a sereia
Que no peito eu trazia.

TEMA: OUTROS

Nome: Dorinda Dias de Oliveira
Título: Prenúncio de Primavera


São glicínias azuis e perfumadas
Uma doce fragrância a pairar
São a lua e a noite enamoradas
Prenúncio de beleza, a espreitar!

Aroma das serenas madrugadas
Trinados cristalinos a soar.
Nostálgicas mensagens enviadas,
Afinado concerto a anunciar!...

Manhã de Primavera, apareceu!
E os passarinhos novos, com destreza,
Cruzaram, levemente, o liso céu

E levaram p’ra longe, por magia
Intensa poesia, que beleza…
Num esplendor de eterna melodia.


Nome: Ana Margarida Gomes Borges
Título: Poesia


Silenciosamente
procuro nas palavras
o aroma dos fonemas por abrir.
E descubro nas metáforas escondidas
Um jardim de semas a florir
            

                    Aí páro e permaneço solitária
                    Aí escuto os sons do amanhecer
                    trazendo de novo à minha vida
                    Esse lado oculto do meu ser.

sexta-feira, 27 de março de 2015

POESIA NA CORDA 2015

Hoje, pelas 18 horas, decorrerá na Biblioteca Municipal, a entrega dos prémios da Poesia na Corda 2015.

APRESENTAÇÃO DO LIVRO "EM VEZ DO SILÊNCIO" DE EDUARDO LEAL

Ontem, pelas 21h30 decorreu a sessão de apresentação do livro de poesia "Em vez do silêncio" de Eduardo Leal, por Renato Filipe Cardoso. 
Rui Spranger e Celeste Pereira fizeram a leitura de alguns poemas, intercaladas por momentos musicais com Rui David. 
Segundo a opinião de algumas pessoas presentes foi um dos mais belos momentos na Biblioteca. 
Música e poesia só poderia ser magnífico!



 




quarta-feira, 25 de março de 2015

APRESENTAÇÃO DO LIVRO "EM VEZ DO SILÊNCIO" DE EDUARDO LEAL

Na próxima 5ª feira, pelas 21h30, na Biblioteca Municipal, decorrerá a sessão de apresentação do livro “Em vez do silêncio” de Eduardo Leal.

A apresentação estará a cargo de Renato Cardoso e leituras por Rui Spranger e Celeste Pereira, intercaladas por momentos musicais de Rui David.

Contamos com a sua presença.



"Em vez do silêncio" de Eduardo Leal

O actor e encenador, Rui Spranger é desde 2003 o responsável pelas míticas noites de poesia do histórico bar Pinguim Café no Porto. Tem participado em inúmeros recitais e apresentações/lançamentos de livros de vários escritores. Destacam-se as participações nas Quintas de Leitura, no "Poesia e Contos - judaísmo" do Teatro Nacional D. Maria II, no "Encontro Nacional de Dizedores de Poesia" na Ilha Terceira e nas apresentações/lançamentos de livros de escritores como Manuel António Pina, Álvaro Magalhães, Valter Hugo Mãe, Tolentino Mendonça, João Luís Barreto Guimarães, José Fanha, Eduardo Leal, Renato Filipe Cardoso, Daniel Maia-Pinto Rodrigues, Joaquim Castro Caldas, entre outros. Destacam-se também os espetáculos de "Stand up Poetry" que tem desenvolvido com o colectivo R.I.R. (Renato Filipe Cardoso, Isaque Ferreira, Rui Spranger).

O músico Rui David é também residente das noites de poesia do Pinguim Café. Para além de toda a carreira a solo, acompanha regularmente dizedores como Pedro Lamares ou Renato Filipe Cardoso.

A poeta Celeste Pereira é também dizedora regular de poesia, participando regularmente nas “quintas de leitura” e sendo convidada habitual para apresentações de livros de poesia.

Renato Filipe Cardoso  — é poeta galardoado com um prémio, menções honrosas e várias publicações em jornais e revistas literárias, já venceu um prémio na área do conto fantástico e editou um livro para crianças. É “diseur” convidado das Quintas de Leitura do Teatro do Campo Alegre, onde também participa esporadicamente com o projecto videográfico “Rua da Poesia”. Participou no programa “Um Poema por Semana” do Canal 2, da autoria de Paula Moura Pinheiro, e semanalmente colabora nas noites de Poesia do Pinguim Café, onde foi “diseur” residente entre 1991 e 1993. Editou vários livros de Poesia, “Aprendiz de Dourado” (livro nomeado para o prémio “correntes de escrita – 2015), “Cavalo de Troika”, “Máquina de lavar corações”, “Yuky-onna blues” e “Canibalírico”. Tem também participação em vários livros coletivos.