terça-feira, 22 de março de 2016

POESIA À MESA 2016

A Poesia à Mesa decorreu, uma vez mais, em S. João da Madeira, aproximando os mais diversos públicos a esta forma de expressão artística e colocando em cima da mesa de trabalho, da mesa de refeições, da mesa de estudo e da mesa de lazer, a obra de vários poetas nacionais e internacionais.

Naquela que é já a 14ª edição da Poesia à Mesa, estima-se que mais de 15.000 pessoas tenham contactado diretamente com este evento, seja através dos espetáculos, das oficinas poéticas e workshops, exposições temporárias e declamações que decorreram ao longo de toda a semana, seja através dos materiais da campanha (toalhetes de mesa, bases de copos, bases de chávenas, sacos de pão, aventais, lápis) que estiveram nos restaurantes e nas padarias da cidade.

Esta iniciativa teve, este ano, como convidados especiais, a atriz e apresentadora de televisão Filomena Cautela e os poetas homenageados José Fanha, Daniel Maia-Pinto Rodrigues e Nuno Moura (Peregrinação Poética), o ator Sinde Filipe e o músico Laurent Filipe (Serão Poético), a poeta e autora da exposição “Mulheres que partem”, Sandra Guerreiro Dias, a autora de literatura infantil Nanni Pinto, e o performer Paulo Condessa a quem coube a responsabilidade de realização das oficinas poéticas (escolas da cidade), declamações nas fábricas e restaurantes da cidade, preparação dos grupos que participaram na peregrinação poética e coadjuvação no Serão Poético, juntamente com José Fanha.

Mais uma vez a cidade foi chamada a ouvir poesia, a escrever poesia, a encenar poesia, a viver poesia e, uma vez mais, a cidade fez-se presente em todos os eventos e ações propostas. Como foi referido por tantas centenas de pessoas ao longo desta semana, S. João da Madeira é também já uma cidade de poesia.

Os momentos altos da campanha deste ano passaram pela inauguração da exposição “Mulheres que partem” que através da poesia e ilustração nos fez refletir sobre a problemática da violência sobre as mulheres. O segundo momento foi marcado pelo extraordinário espetáculo de Rodrigo Leão que juntou mais de três centenas de pessoas na Casa da Criatividade, seguindo-se depois a já clássica Tertúlia Poética ao longo da qual os poetas sanjoanenses dos mais diversos estilos declamaram os seus próprios textos e apresentaram o que de melhor se faz na nossa cidade. A meio da semana, os mais jovens puderam ainda assistir ao espetáculo de poesia performativa “Os Monstros Sagrados”.

O fim desta intensa semana de poesia ficou assinalado por três grandes momentos, a Peregrinação Poética, na sexta-feira, o Serão Poético no sábado e o lançamento do livro “O Movimento Impróprio do Mundo” de Sara F. Costa na segunda-feira.

A Peregrinação Poética, que este ano aconteceu no belíssimo espaço da Torre da Oliva, contou com a animação da banda Anima Dixie e com as extraordinárias e muito inovadoras performances dos grupos Associação Cultural Luis Lima e Fugas Poéticas (estação poética de homenagem a José Fanha), Universidade Sénior e Cultura Viva (estação de homenagem a Edmundo Bettencourt), APROJ (estação de homenagem a Daniel Maia-Pinto Rodrigues), Teia dos Sentidos e Espaço Aberto (estação de homenagem a Fiama Hasse Pais Brandão), Ecos Urbanos (estação de homenagem a Nuno Moura) e TOJ (estação de homenagem a Angélica Freitas). A atriz Filomena Cautela e os poetas homenageados José Fanha, Daniel Maia-Pinto Rodrigues e Nuno Moura completaram cada uma das estações poéticas com a declamação e interpretação de vários textos de cada autor.

O ambiente festivo e encantatório da noite, que levou os participantes a deambularem de sala em sala ao longo dos três pisos da Torre, associado à elevada qualidade e beleza das performances realizadas por cada um dos grupos transformou esta noite num dos momentos mais especiais e afetivos desta Poesia à Mesa, sendo já considerada pelo público participante como uma das melhores Peregrinações Poéticas alguma vez realizadas em S. João da Madeira.

O Serão Poético, que este ano decorreu na Casa da Criatividade, revelou toda a maestria dos convidados, transformando-se numa encantatória noite de poesia e música, interpretada por Sinde Filipe, Laurent Filipe e Paulo Condessa. Conduzido por José Fanha, o Serão Poético fez ecoar as palavras dos mais diversos poetas, de Fernando Pessoa a Alexandre O’Neil, de Cesário Verde a Mário Cesariny, entre tantos outros. Durante o Serão ouviu-se poesia e música, mas também se ouviu falar das cumplicidades e afetos da vida destes convidados e do modo como cada um deles pensa e sente a poesia e com ela se relaciona.

O último momento da Campanha aconteceu precisamente no dia internacional da poesia, 21 de Março, com o lançamento do livro vencedor do Prémio João da Silva Correia, edição poesia 2015, intitulado “O Movimento Impróprio do Mundo”, da autoria de Sara F. Costa. Para a apresentação do livro estiveram presentes o editor António Baptista (Editora Âncora, parceira do Prémio), o poeta José Fanha, o Presidente da Câmara, Ricardo Figueiredo, e a própria autora, Sara F. Costa. A noite terminou com a declamação de dois poemas deste livro por Luís Aguiar acompanhado ao violino por Cátia Pereira.

E assim terminou, também, a mais poética semana de S. João da Madeira. A todos os patrocinadores, restaurantes, padarias e fábricas, grupos de teatro e associações, escolas, artistas, declamadores, escritores e poetas, e, finalmente, comunidade em geral, o Município de S. João da Madeira deixa o seu mais profundo agradecimento pelo empenho, pela dedicação e pelo brilhantismo com que nos ajudaram a realizar mais uma edição da Poesia à Mesa.

POESIA À MESA 2016 - ESPETÁCULO "OS POETAS" DE RODRIGO LEÃO



POESIA À MESA 2016 - PEREGRINAÇÃO POÉTICA





POESIA À MESA 2016 - LANÇAMENTO DO LIVRO "O MOVIMENTO IMPRÓPRIO DO MUNDO" DE SARA F. COSTA

Ontem, pelas 21h30, a Biblioteca Municipal recebeu Sara F. Costa que venceu o Prémio Literário João da Silva Correia com a obra "O Movimento Impróprio do Mundo" publicada pela Editora Âncora, parceira deste prémio. 

Marcaram presença o Presidente da Câmara, os membros do júri, José Fanha, António Baptista, Suzana Menezes, assim como muitos amigos, admiradores e familiares da poetisa.

Houve ainda um pequeno apontamento musical e declamação de alguns poemas do livro premiado, por Cátia Pereira e Luís Aguiar.

O lançamento do livro, que decorreu no Dia Mundial da Poesia, é resultado do prémio financeiro atribuído pelo Município de S. João da Madeira.


 





















POESIA À MESA 2016 - SERÃO POÉTICO

Momentos de um bom Serão Poético, que  reuniu este ano dois nomes maiores da cultura portuguesa que, unidos pelo sangue, partilharam ainda o palco e o prazer da palavra e da música, o ator SINDE FILIPE e o compositor e trompetista LAURENT FILIPE.

O Serão Poético foi conduzido por José Fanha e Paulo Condessa.