terça-feira, 20 de julho de 2010

"Era uma vez em Outubro" de Eva Cruz








Um aviãozinho de papel direito ao quadro preto
foi cair certeiro no bico do ponteiro.

Pega a professora no aviãozinho de papel, volta-se
e remete-o com a mesma pontaria, sem fúria nem
rancor, com a mesma alegria, ao menino brincalhão
que logo perdeu a ilusão de brincar aos aviões.

Foi tão fácil entender, ele e a professora, que com a
mesma pontaria e a mesma alegria, aquela guerra
nem era quente nem era fria.

p.16

Sem comentários: