quinta-feira, 7 de março de 2013

O FRASEADOR de Pedro Lamares

Numa iniciativa conjunta da SEMANA DA LEITURA e da Campanha POESIA À MESA, realizou-se hoje nos Paços da Cultura o espetáculo O Fraseador de Pedro Lamares, para os alunos das escolas da cidade.

Sobre o espetáculo:

Incidindo sobre textos e autores emblemáticos do universo poético da língua portuguesa (recomendados pelo Plano Nacional de Leitura/ Ler +),   esta é uma viagem pela palavra, um percurso que deseja estimular no público infanto-juvenil o interesse e o amor pela leitura, mas adequado a todos aqueles que amam a palavra, escrita, dita, teatralizada.




© Fotos de Sara Moutinho




Pedro Lamares
Estudou artes plásticas, passou pela escola de jazz do Porto (1996/7), frequentou o curso de preparação para licenciatura em música sacra, na Universidade Católica do Porto, sob orientação do Cónego Ferreira dos Santos (1997/98). Estudou teatro (interpretação) na Academia Contemporânea do Espectáculo (Porto, 1998/2001). Complementou a formação com cursos e oficinas de teatro de rua (Natural Theatre Company, de Inglaterra), voz (Bernard Messuir, da Bélgica), naturalismo (Rogério de Carvalho, de Moçambique), clown (Alan Richardson, de Inglaterra), máscara neutra (Kuniaki Ida, do Japão) e dança vertical (Roc in Lichen, de França).

Participou em espectáculos como “As três irmãs” de tchekov; “Tio Vânia”, de Howard Barker; “O Quebra-nozes” de Tchaikovsky; “O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá” de Jorge Amado; “Os Saltimbancos” de Chico Buarque; “Carmina Burana” de Carl Orff. Foi dirigido por encenadores, coreógrafos e maestros (Rogério de Carvalho, Mieta Corli, Marcelo Ferreira, Joana Providência, João Paulo Santos, entre outros).

Em televisão integrou o elenco fixo de: “Dei-te Quase Tudo” (de Tozé Martinho – 2005/6, TVI); “Deixa-me Amar” (da Casa da Criação – 2007/8, TVI); “Olhos nos Olhos” (de Rui Vilhena – 2008/9, TVI); “Sentimentos” (de Tozé Martinho –2009/10, TVI). No Brasil gravou “Paixões Proibidas” (de Aimar Labaki – 2006/7, T.V. Bandeirantes e RTP). Participou em dois telefilmes da série Casos da Vida (TVI): A Mulher do Soldado” realizado por Artur Ribeiro (com Sandra Santos, Nicolau Breyner, entre outros) e “Passo em Falso” realizado por António Correia (com Daniela Ruah, João Grosso, entre outros). Participou na série “Pai à Força”, da RTP. Protagonizou várias curtas-metragens.

Desde 1997 vem-se dedicando a espectáculos e recitais de poesia, tendo participado, entre outros, em festivais nacionais e internacionais (Em Voz Alta; Encontros de Talábriga; Bienal Internacional de Poesia; As 24 horas de Poesia); Recitais da Fundação Eugénio de Andrade (Porto e Bruxelas); Quintas de Leitura no Teatro do Campo Alegre (Porto); Comemorações do Dia Internacional da Mulher (Faial e Terceira, Açores); Festa da Poesia, no Centro Cultural de Belém (Lisboa 2008/9); 1º Encontro Nacional de Dezedores de Poesia (Praia da Vitória, Açores). Nesse percurso teve a oportunidade de ler com poetas (Nuno Júdice, Pedro Tamen, António Ramos Rosa, Manuel António Pina, Ana Hatherly, José Tolentino Mendonça, Maria do Rosário Pedreira, Gonçalo M. Tavares, Ana Luísa Amaral, Rosa Alice Branco entre outros) e músicos (como Álvaro Teixeira Lopes, Mário Laginha, Ana Deus, Pedro Abrunhosa, Adolfo Luxúria Canibal, entre outros).

Dirigiu espectáculos de poesia e música, na Casa das Artes de Famalicão, Teatro do Campo Alegre, Casa da Cultura de Paredes, auditório de Castro Daire, entre outros.
Foi professor de expressão dramática no Ginasiano Escola de Dança e no Colégio do Sardão. É formador nas áreas de expressão dramática e leitura de texto. Dedica-se actualmente a cinema e a espectáculos itinerantes de poesia e música. Co-dirige, com Álvaro Teixeira Lopes, o projecto COiNCIDÊNCIA
Notas biográficas retiradas do blog do ator em


Sem comentários: