terça-feira, 12 de janeiro de 2016

Pela obra “O Movimento Impróprio do Mundo” Prémio Literário João da Silva Correia distingue Sara F. Costa em 2015


Sara F. Costa é a vencedora do Prémio Literário João da Silva Correia, cuja edição de 2015 foi dedicada à Poesia, com a obra “O Movimento Impróprio do Mundo”.

Esta distinção é atribuída pela Câmara Municipal de S. João da Madeira e traduz-se num apoio monetário à publicação do título escolhido pelo júri, até ao montante máximo de 2.000 euros.

Em “O Movimento Impróprio do Mundo”, segundo o júri do concurso - constituído pela representante do Município de S. João da Madeira, Suzana Menezes, pelo representante da Âncora Editora, António Baptista Lopes, e pelo poeta José Fanha -, a autora “apresenta uma escrita fluida e ampletiva, tonalizada com algum humor, aparentemente simples, mas trabalhada e consistente".


Abordando temáticas atuais e referências a símbolos identitários nacionais, o livro premiado contém um conjunto de poemas que desenvolvem uma reflexão poética intensa e envolvente em torno do quotidiano do próprio poeta, transportando o leitor para universos marcadamente pessoalizados”.

Esta é a terceira vez que uma obra de Sara F. Costa, escritora e poetisa, vence este concurso literário promovido pela autarquia sanjoanense, depois de já ter sido distinguida por “Uma Devastação Inteligente”, em 2007, e “O Sono Extenso”, em 2011.

O avô materno de Sara F. Costa nasceu e cresceu em S. João da Madeira, cidade onde a jovem autora – natural da vizinha freguesia de Cucujães, no concelho de Oliveira de Azeméis – fez a sua formação até à conclusão do ensino secundário, na Escola Dr. Serafim Leite.

A ligação ao município sanjoanense é uma das condições definidas no regulamento do Concurso João da Silva Correia, lançado em 2006 pela Câmara de S. João da Madeira, para “promover e consolidar hábitos de leitura e de escrita criativa”, estimulando um “envolvimento efetivo da população” e “incentivando o aparecimento de novos valores” na literatura.

Sem comentários: