sexta-feira, 17 de março de 2017

LANÇAMENTO DO LIVRO "METANOIA" DE TIAGO MOITA

Ontem, pelas 21h30, decorreu a sessão de lançamento do livro de poesia "Metanoia" de Tiago Moita, apresentado pelo Dr. Luís Quintino, Edgar Maia, da Chiado Editora, com a presença do Vice-Presidente, Dr. Paulo Cavaleiro e com um apontamento musical de concertina, pela Patrícia Pereira.
Marcaram presença também muitos amigos, familiares e admiradores do poeta e escritor.

Durante a sessão foram lidos os poemas "Hesychia" pela Dra. Irene Guimarães, "O primeiro poema"  por Rosa Familiar e "Poiesis" por Marco Oliveira.

"Metanoia" é o seu terceiro livro de poesia, com apenas trinta e três poemas, em que o poeta se revela como um sujeito poético em busca da origem do silêncio primordial, da criação que habita no âmago das palavras e a metamorfose do sentir íntimo de cada indivíduo, cuja essência e significado transcendem o Tempo, o Espaço e a Linguagem.

Tiago Moita inspira-se na mitologia grega e divide o livro em três capítulos Cronos, Kairos e Aeon, sendo de destacar, logo no primeiro capítulo, o poema "O eterno eremita" , no qual declara que "Raros, os que te procuram/para receber húmus das tuas palavras/tirando esses, ninguém te entende. Só a Poesia".

Esta obra já se encontra disponível para empréstimo na Biblioteca.

Tiago de Vasconcelos e Moita nasceu em Lisboa em Abril de 1975. Começou a dar os primeiros passos na poesia a partir dos quinze anos em São João da Madeira – cidade onde actualmente vive desde os dez anos. Estudou Direito na Universidade Lusíada do Porto, onde publicou um dos muitos poemas e textos em prosa em 1998, no jornal da universidade, do qual foi principal colunista durante três anos e foi membro do E.LS.A (European Law Students Association) entre 1998 e 2001.

Desde cedo revelou uma enorme vontade e paixão por escrever, algo que o levou a participar em workshops de declamação poética e cursos de Escrita Criativa, entre 2003 e 2013, bem como a participar em eventos culturais em Portugal e em Espanha. Fez parte de alguns grupos e associações culturais da sua terra entre 2006 e 2010. Publicou alguns dos seus textos em jornais e blogues.

É autor de dois livros de poesia “Ecos Mudos” (Papiro Editora, Porto, 2006) e “Post Mortem e Outros Uivos” (WorldArtFriends Editora, Porto, 2012) e dois romances “O Último Império” (Chiado Editora, Lisboa, 2012) e “O Evangelho do Alquimista” (Chiado Editora, Lisboa, 2016).

Trabalha actualmente como Formador de Escrita Criativa.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Sem comentários: