terça-feira, 14 de dezembro de 2010

"O menino" de António Augusto de Almeida*



Hoje nos nasceu “O Menino”
O seu nome é Jesus;
Nasceu pobre e pequenino;
E por Ele veio a luz.

Nasceu da virgem Maria;
Gerado por Deus no amor;
Mas isto ela sabia;
Que era Ele seu Salvador.

Nas bodas, o vinho ficou de fora;
A Jesus o fez saber;
“Não chegou a minha hora”
“Que queres que faça mulher”

Nela foi feita a vontade de Deus;
Deu-lhe todo o seu ser;
Dizendo aos servos seus;
“Fazei o que Ele vos disser”

O plano por Deus feito;
Funcionou na perfeição;
Maria o levou com jeito;
Mas é Dele a Salvação.

Hoje salvos por Cristo;
Devemos cantar-lhe um hino;
Maria sabia disto;
O redentor é o menino.

A todos queremos honrar;
Um por um na sua vez;
Cada um no seu lugar;
É o plano que Deus fez.

Foi com toda a concordância;
Sabendo que isto é divino;
Maria teve sua importância;
Mas a Glória é do menino.

*Poeta sanjoanense premiado no Concurso "Poesia na Corda", no âmbito da Poesia à Mesa 2010

Sem comentários: